EUA - Wall Street em meio à loucura da Cyber Monday

(Reuters) – As ações dos Estados Unidos caíram nesta segunda-feira, com investidores fazendo uma pausa após o Dia de Ação de Graças nos EUA, conforme a temporada de compras de fim de ano entrou em alta e varejistas atraíram caçadores de pechinchas com as ofertas da Cyber Monday.

De acordo com dados preliminares, o Dow Jones caiu 0,16%, para 35.333,4 pontos. O S&P 500 perdeu 0,20%, para 4.550,42 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq teve variação negativa de 0,07%, para 14.241,02 pontos.

Como Buffett está se preparando para lucrar bilhões com possível crise econômica

Warren Buffett está com uma reserva recorde de caixa, preparando-se para aproveitar as oportunidades e fazer bons negócios quando a economia dos EUA entrar em crise, segundo declarações de Steve Hanke, economista americano e professor da Universidade Johns Hopkins em Baltimore (Maryland), destacadas pelo Business Insider.

De acordo com Hanke, a Berkshire Hathaway (NYSE:BRKa), empresa de Buffett, tem 157 bilhões de dólares em caixa para investir quando a economia desabar.

Além disso, o conglomerado tinha títulos do Tesouro e outros ativos líquidos no final de setembro, quase 50 bilhões de dólares a mais que há 12 meses.

Esse volume de caixa aumentou em parte porque Buffett e sua equipe venderam mais ações do que compraram no último trimestre, totalizando 5 bilhões de dólares em vendas líquidas; e no ano, 44 bilhões de dólares.

“Esse é o Buffett de sempre”, disse Hanke. “Ele gosta de pescar em águas turbulentas”.

“E com o Federal Reserve aumentando a oferta monetária como não se via desde 1933, Buffett está prevendo corretamente que a economia vai enfrentar turbulências”, afirmou Hanke.

O magnata vai se beneficiar da situação quando a crise chegar, garante Hanke. “Não podemos esquecer que Buffett ganhou muito dinheiro ao longo dos anos emprestando e salvando instituições financeiras em apuros”, disse. “E enquanto Buffett espera as dificuldades e tensões econômicas que estão por vir, ele recebe um bom dinheiro”.

Hanke lembra que a Berkshire gastou 21 bilhões de dólares em cinco operações em apenas 18 meses durante a crise financeira, quando Buffett fez negócios vantajosos com a Goldman Sachs (NYSE:GS), General Electric (NYSE:GE), Mars, Dow Chemical (NYSE:DOW) e Swiss Re (SIX:SRENH).

By admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *